1979, São Paulo, SP - Brasil

Graziela Guardino

Investiga as forcas binárias que a vida apresenta. Seu trabalho consiste em uma paleta de cores restrita, retratando ambiguamente  experiências dicotômicas como ausência e presença, escuridão e luz, fragilidade e resistência: noções que acompanham a existência humana. Consequentemente, suas pinturas oferecem uma metáfora visual de como essas dualidades opostas podem simultaneamente existir e causar questionamentos e entendimentos em nossas vidas.

Através de um processo de experimentação, construindo, desconstruindo, cortando, pintando, puxando fios e costurando, formas simétricas e assimétricas são criadas e justapostas evocando um senso de espaço, volume e distância enquanto as texturas e camadas revelam o grau de respostas psicológicas de tais experiências.

Suas mostras individuais recentes incluem The Breath of an empty Space, Hong Kong Visual Art Centre, Not as dark as a silent house, Rubicon Gallery, Melbourne e Finite infinity, May Space Gallery, Sydney.

Seus trabalhos também foram inclusos em prestigiados prêmios de arte na Austrália como o The Churchie Emerging Art Prize, Muswellbrook Art Prize and the Fisher’s Ghost Award.

Graziela completou seu Mestrado e pesquisa com mérito e distinção pela Royal Melbourne Institute of Technology em 2017.

Obras em destaque

Todas as obras